Curiosidades da asma

30/08/2012 22:35

 Curiosidades Da Asma

Conheça algumas curiosidades sobre a asma e seus desencadeantes, como o ácaro, encontrado em colônias de até dois mil componentes por grama de poeira doméstica. 
Evolução da Asma
Médicos do antigo Egito (1550 a.C) recomendavam bálsamo de maçã para a asma e algumas alergias de pele. Galeno, médico grego (130 e 200 d.C), tratava a asma com sangue de coruja misturado a vinho. 

Paracelso (1493-1541) definiu os sintomas da asma como “dificuldade de respirar acentuada, de modo que o paciente respira com ruído e esforço”. 

Maimônides, que viveu entre 1135 e 1204, declarou não existir uma cura mágica para a asma, além de relacionar a poluição do ar como parcialmente responsável pelas crises de asma. Maimônides também receitava vapor de ervas para inalação. 

Jean Baptiste van Helmont (1577-1644), sendo ele mesmo um paciente de asma, legou uma descrição detalhada da doença, relacionando suas crises com a inalação de pó e o consumo de peixes. 

Sir John Floyer (1649-1734) é considerado o primeiro a publicar um tratado claro sobre a asma, a obra A treatise of the asthma, publicada em 1698. Reconhece que a inalação de certas substâncias tais como pó, poderiam provocar ataques de asma. 

John Elliotson (1791-1868), em 1831, foi o primeiro a propor que o pólen fosse um fator desencadeador de asma. 

Henry Hyde Salter (1823-1871) reuniu os conhecimentos adquiridos até então sobre asma em um livro intitulado On asthma: its pathology and treatment, considerado a obra mais importante no campo da asma publicada no século XIX. 
Outro médico que se dedicou ao entendimento da asma foi Sir William Osler (1849-1919), que ensinou que tanto o estímulo direto quanto o psicogênico do sistema nervoso podiam provocar as crises. Esse conceito, de que a asma era uma doença de fundo nervoso, sobreviveria até o final do século XIX. 
Dia nacional de prevenção
Sete de maio é o Dia Nacional de Prevenção às Doenças Alérgicas e Apoio ao Dia Mundial da Asma. Nessa data, são desenvolvidas ações visando informar a população sobre os tipos de alergia e as formas de prevenção e tratamento.
s mil ácaros em um grama de poeira
O ácaro está entre os maiores responsáveis pelas crises de asma. Vive em colônias, na poeira acumulada em ambientes domésticos. Um grama de poeira pode conter até dois mil ácaros. Eles são invisíveis a olho nu, alimentam-se da descamação de pele humana e de animais e restos de alimentos. São encontrados mais comumente em: travesseiros, camas e colchões, estofados, bichos de pelúcia, carpetes, estantes de livros e cortinas.
áticos famosos
Marcel Proust, notável escritor francês (1871-1922), teve o primeiro ataque de asma aos 9 anos de idade. Seus ataques tornaram-se mais frequentes e imprevisíveis, sendo forçado a viver em isolamento. Teve de conviver com as insinuações de que sua asma não era real, que tudo era uma grande farsa motivada por sua personalidade insegura. 
É necessária muita técnica para sustentar uma nota por um longo tempo usando o ar dos pulmões. Por isso, pode causar estranheza o fato de um dos mais conhecidos saxofonistas do mundo, Kenny G, ser asmático. 

O nadador Fernando Scherer – o “Xuxa” começou no esporte aos 14 anos por causa da asma. Scherer já ganhou cinco medalhas de ouro em Pan-Americanos e duas medalhas olímpicas. 

Apesar de não ter cura, a asma pode ser controlada, sem apresentação de sintomas durante longos anos. Mais alguns famosos que tiveram asma: Ernesto 'Che' Guevara, John F. Kennedy, Theodore Roosevelt, Beethoven, Daniela Mercury, Sheron Stone, Lisa Minelli Orson Welles e Francis Bacon.
Números sobre asma
A asma é uma doença bastante comum em todo o mundo. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que entre 100 e 150 milhões de pessoas sofram com o problema. Confira outros números:
Dados de 2004 do Ministério da Saúde revelam que 10% da população brasileira têm asma.
Em média, 78% dos pacientes com asma também têm rinite alérgica. 
Em 2004, o SUS (Sistema Único de Saúde) registrou 367.036 internações por asma. Em 2002, a doença matou mais de 2.500 brasileiros e foi a quinta maior causa de internação em adultos.

De acordo com a Associação Brasileira de Asmáticos, somente 5% dos pacientes com asma apresentam sintomas contínuos, fazendo uso crônico de medicamentos.

De 6% a 8% das crianças com asma têm crises desencadeadas por alimentos.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!